Latest Entries »

Mari:

VC PODERIA ME INFORMAR O Q ACONTECE DENTRO DA PANELA DE PRESSAO?

Pois é Mari, a panela de pressão é uma grande aliada das pessoas que gostam de cozinhar, nos poupa bastante tempo de cozimento dos alimentos.
Vamos à explicação!

A tampa da panela de pressão possui uma vedação para que haja o isolamento entre o interior e o exterior da panela. Dessa forma não tem como o vapor do cozimento escapar da panela. Quando você aquece a panela, mais vapor vai sendo criado à volume constante. Isso provoca o aumento da pressão interna da panela.

Claro que tem um limite de aumento dessa pressão se não a panela explodiria, o que acontece em alguns acidentes. É para isso que existe a válvula de segurança em cima. Quando a pressão chega a um certo valor a válvula começa a chiar, que significa que ela está deixando escapar um pouco do vapor para que a pressão pare de aumentar e se mantenha constante.

Depois desse processo, quando a panela ficar estável, você terá uma pressão interna na panela maior do que a pressão externa, que é a pressão atmosférica local. Se você pesquisar sobre o ponto de ebulição da água você verá que ele varia conforme a pressão. Quanto maior a pressão, maior será o valor do ponto de ebulição da água e quanto menor a pressão, menor o ponto de ebulição da água.

Exemplo: ao nível do mar, temos pressão atmosférica igual a 1 atm. Nessa condição, o ponto de ebulição da água é de 100°C. No topo do monte Everest, a uma altitude de 8844 m [1] acima do nível do mar, com pressão aproximada de 0,36 atm, o ponto de ebulição da água é de 71°C!

No caso da panela de pressão ocorre o contrário, a pressão interna é maior que a pressão atmosférica externa local e então o ponto de ebulição pode chegar a valores maiores que 100°C. Isso faz com que o alimento cozinhe mais rápido devido a uma temperatura maior. Como último recado, deixo avisado para todos que tenham sempre cuidado ao manusear uma panela de pressão pois se as válvulas de segurança estiverem com problema ou obstruídas a panela de pressão pode virar uma verdadeira bomba! E nada de ficar tentando consertar as válvulas com gambiarras, ou troquem as peças ou comprem uma panela nova!

Um grande abraço a todos!

[1] http://pt.wikipedia.org/wiki/Monte_Everest

Fala pessoal!

Faz muito tempo que não escrevo no blog com assuntos que eu realmente me propus a escrever. Pois bem, a partir de hoje tentarei ressucitar dos sumidos e voltar a escrever! Pretendo colocar um post por dia relacionado a algum tópico para que a coisa fique mais séria.  Gostaria da colaboração de todos os leitores que já passaram por aqui e ainda passam com comentários que são sempre bem vindos!

Hoje começarei a fazer uma espécie de resposta ao leitor. Vou responder perguntas que me tenham sido enviadas por e-mail ou pelos comentários do blog. Espero que todos possam crescer com essa ideia.

Um grande abraço a todos!

QUER SE PREPARAR PARA O VESTIBULAR E PARA O ENEM?

Aproveite a chance e se inscreva!

 Somos um cursinho pré-vestibular voltado para pessoas de baixa renda que funciona em Barão Geraldo há nove anos!

- Aulas no período noturno, com uso de Datashow, oficinas de redação e exercícios, simulados e plantões;

- Professores voluntários vindos da Unicamp e USP;

Preencha o formulário de inscrição 2012 destacado abaixo:

Formulário de Inscrição Cursinho Popular TRIU 2012

 Solicite sua ficha de inscrição pelo e-mail:

cursinhotriu@yahoo.com.br

Flatland, ótimo filme!

Olá pessoal

Estou aqui para passar a dica de um filme muito bom para entender melhor a idéia de dimensões na matemática.Flatland é uma animação baseada em um livro de mesmo nome. Segue abaixo a sinopse e o link para os vídeos no youtube.

Sinopse: Escrito em 1884, Flatland — Uma Aventura em Muitas Dimensões, é o relato da vida de um quadrado no mundo das duas dimensões, começando por nos descrever a sociedade e as leis pelas quais se regem no seu mundo. Após sonhar com um mundo de uma só dimensão, onde tenta explicar aos pontos a existência de um mundo com polígonos ao invés de pontos, é transportado para o mundo das três dimensões, onde, após aceitar a existência de um “para cima, não para norte” se questiona sobre a existência de quatro, cinco ou mais dimensões. Flatland é um exercício interessante de ideias e de teorias, onde se discute a geometria e se questiona a religião, apresentando conceitos que são ainda hoje discutidos pelos físicos teóricos.

Poço Filmes – Flatland

Nova reportagem feita em Campinas sobre cursinhos populares, que têm por objetivo atender uma parcelada população menos favorecida..  Para quem quiser conhecer melhor e participar, sou professor do TRIU e nossas matriculas ainda estão abertas.

Maiores informações:

http://cursinhopopulartriu.wordpress.com

 

Para quem quiser conhecer um pouco melhor o trabalho dos cursinhos populares, ai vai um vídeo de uma reportagem feita em Barão Geraldo, Campinas.

Inscrições abertas para o

Curso Pré-Vestibular Popular TRIU

Para quem sonha com a universidade e, mais do que isso, deseja estudar numa que seja pública e gratuita – como a Unicamp e a USP – e precisa se preparar para os vestibulares mas não tem dinheiro para pagar um cursinho particular, aproveite a chance de se inscrever para uma vaga no Curso Pré-Vestibular Popular TRIU.

O projeto – sem fins lucrativos e voltado para atender pessoas de baixa renda oriundas do ensino público – funciona há oito anos e vem contribuindo e lutando pela popularização da universidade pública através da preparação de seus alunos para os principais exames vestibulares do país e também para o ENEM.

Inscrições

Para se inscrever no processo seletivo basta enviar um e-mail para cursinhotriu@yahoo.com.br solicitando uma ficha de inscrição. Nela constarão as informações necessárias para sua participação no processo, além de mais informações sobre o projeto.

Mas atenção: a data limite para solicitar sua ficha é 28/02/2011!

Horário e local de funcionamento

O cursinho funciona apenas no período noturno (das 19:00h às 22:30h), de segunda a sexta-feira, nas dependências da E.E. Barão Geraldo de Resende (situada na Av. Santa Isabel, s/n, Barão Geraldo, há 5 min. do terminal de ônibus).

Contato

E-mail: cursinhotriu@yahoo.com.br

Site: http://cursinhopopulartriu.wordpress.com

Estou aqui novamente para postar novas listas de exercícios passadas aos alunos do cursinho TRIU, onde dou aulas à 2 anos. Espero que sejam úteis a todos.

Lista de Exercícios 1 Cinemática TRIU – 2° Semestre 2010

Resolução Lista de Exercícios 1 Cinemática TRIU – 2° Semestre 2010

Lista de Exercícios Dinâmica TRIU – 2° Semestre 2010

Resolução Lista de Exercícios Dinâmica TRIU – 2° Semestre 2010

Feliz NATAL!

Voltando à Ativa!

E ae pessoal!

A todos que estão lendo este blog, muito tempo fiquei sem postar nada, mas pretendo continuar com este projeto, de forma bem semelhante, colocando curiosidades, notícias e experimentos de física, e vez ou outra, uma resolução com minha abordagem de alguma prova de vestibular das universidades do Brasil.

Estou focado por enquanto nas universidades do estado de São Paulo pois estou ensinando em Campinas, São Paulo, em um cursinho popular. E faço o curso de graduação em física na Unicamp. E agora que estou de férias, pretendo colocar mais coisas legais no blog. Apesar de estar começando, espero que quem esteja lendo esteja gostando do material que postei até agora e que irei postar.

Quando puderem, sempre comentem!

Abraços a todos!

Olá pessoal! Venho hoje trazer mais três idéias que podem ser encontradas em muitos livros, e que muita gente já conhece, mas não custa nada relembrar. Vou experimentando fora do blog e dentro dele minhas idéias, e espero que sejam úteis de alguma maneira.

1º – Quantidade de Movimento (ou Momento Linear)

A primeira experiência envolve o conceito de quantidade de movimento, ou momento linear. Essa grandeza na física é definida como o produto entre a massa de um corpo e sua velocidade (, usa-se tanto q quanto p), e é uma grandeza vetorial. Ela é muito útil na resolução de problemas envolvendo colisões principalmente. Quem nunca jogou uma partida de bilhar? ( o popular sinuca!). Pois é, é óbvio que ninguém vai ficar medindo as massas das bolinhas no  meio do jogo, nem ficar com uma régua no meio da mesa… Mas ainda assim podemos ver a física envolvida no processo. Tomemos o exemplo abaixo:

Figura 1 – Colisão de duas bolas de sinuca.

Na Figura 1 acima, vemos a bola branca batendo em uma bola vermelha. Isso é um exemplo simples de uma colisão. Este tipo de problema é analisado usando a conservação da quantidade de movimento, quantidade de movimento total no início da análise deve ser igual à quantidade de movimento no final da análise, para um sistema isolado. Sistema isolado é o sonho de consumo dos físicos, é um ambiente sem atrito, nem perdas de energia por nada, seria um ambiente perfeito.

No caso de cima, a análise inicial seria a bola branca, de massa m1, se movendo com velocidade v1 em direção à vermelha, que está parada. A análise final seria as duas bolas se movimentando, a bola branca com velocidade v1′ e a bola vermelha, de massa m2, com velocidade v2′. A relação entre essas grandezas é dada por:

Aqui temos uma breve explicação de como se analisar problemas envolvendo conservação da quantidade de movimento.

O experimento em si é uma coisa muito simples. Consiste em duas bolas, uma grande, de preferência uma bola de futebol, ou de vôlei, e uma bola bem menor, tem algumas de borracha que funcionam bem. O que tem de ser feito é colocar a bola menor em cima da bola maior e soltar as duas bolas no ar. Ao bater no chão, a bola maior quica empurrando também a bola menor, que quica muito mais alto. Isso ocorre devido à massa da bola menor ser muito pequena em relação à bola maior.

Figura 2 – Experimento de colisões

2º – Queda Livre

Este experimento é talvez mais conhecido ainda que o anterior, e também mais simples. Consiste em provar que a queda livre dos corpos não depende da massa. Ou seja, um objeto mais leve que outro cai ao mesmo tempo.

Isso pode ser mostrado utilizando um livro grande de preferência, pode ser até uma agenda telefônica, e uma folha de papel.

Primeiro solte o livro e a folha de papel da mesma altura, separados um do outro.

Figura 3 -Queda livre: livro e folha de papel separados.

Depois disso, solte os dois novamente, mas dessa vez colocando a folha de papel em cima do livro.

Figura 4 – Queda livre: livro e folha de papel juntos.

No primeiro caso, a folha de papel cai mais lentamente, devido à resistência do ar, enquanto que no segundo caso os dois objetos caem ao mesmo tempo. Isso mostra que um corpo mais pesado não vai cair mais rápido do que um corpo mais leve. Esse efeito também pode ser visto quando amassamos a folha de papel para fazer uma bola pequena, e ficamos treinando basquete em nossas cestas de lixo!

3º – Conservação e Transformação da Energia Mecânica

Este é um experimento que nunca fiz ainda, mas que já presenciei mais de uma vez. Consiste na análise da transformação da energia mecânica, de potencial para cinética. São feitas duas rampas, uma reta e outra curva. De cada uma delas soltamos bolinhas, idênticas, ao mesmo tempo.

Figura 5 – Rampas: Reta e Curva.

Qual das duas bolinhas chega primeiro no final da rampa?

Por incrível que possa parecer, dessa vez não é a bolinha que percorre o caminho mais curto que chega primeiro, ou seja, não é a bolinha da rampa reta. As duas bolinhas tem energias iniciais iguais, pois estão ambas paradas, e na mesma altura. Porém, a bolinha da rampa curva “cai” mais rápido, fazendo com que sua energia potencial seja transformada mais rápido em energia cinética. Assim, ela aumenta sua velocidade mais rapidamente no início do movimento. Mas é importante lembrar que no final da rampa, ambas têm a mesma velocidade, pois devem obedecer à Conservação da Energia Mecânica.

Luiza Gottschalk
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.